Definido ou não o tempo de parar de pensar, de recordar e colocar virgulas onde já existem pontos finais. Pensando bem, a vida é mesmo assim, um punhado de lindos começos e na maioria um punhado de finais nada felizes. Que este pra sempre que um dia sei que irá chegar, seja realmente o para sempre, não dos contos de fadas, mas daqueles carregados de sentimentos e gestos de carinho, camuflados de boa vontade de risos largos. O caminho é longo, as pessoas são complicadas e o tempo nem sempre está a nosso favor. Buscar a dita felicidade é tarefa árdua para os amantes do amor vivido, do amor recebido, do amor que diz ser amor.

Busquei, lutei por um amor, que acreditava que seria o do tal para sempre. Mas ele se foi. Passou e ficou lá, no cantinho da memória que vezes e vezes volta a incomodar. Decidi agora riscar no ponto final o meu ponto final, o final que hoje enxergo. O ponto final onde começo apagando suas memórias, suas risadas, seus vídeos, suas fotos… e todos os olhares apaixonados que guardei de ti. Hoje, fazendo quase um mês do nosso fim. Não reclamei da sua falta. Então fica ai, no cantinho, cantinho que também um dia vou murar e não mais permitir que tu reapareça para apagar alguns dos meus sorrisos.

 

Valeu, cada momento!

 

Sobre Paolla Saraiva

"Encontrar a liberdade onde menos se espera... No fundo do tinteiro... Na ponta de uma pena" (Marquês de Sade) Ver todos os artigos de Paolla Saraiva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: