Não adianta virar a noite, escrever, pintar o cabelo de azul, se jogar da janela de casa, correr de pés descalços, sair sem roupa na chuva, engasgar. Chega uma hora em que nada mais faz efeito. Foi assim que você virou a mulher que é hoje. Foi assim que você virou inalcançável.
Via. Sereia de Vidro

Sobre Paolla Saraiva

"Encontrar a liberdade onde menos se espera... No fundo do tinteiro... Na ponta de uma pena" (Marquês de Sade) Ver todos os artigos de Paolla Saraiva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: