Você me encantou.

Uma vez me falaram, tamanho era meu silêncio, “ainda existem portos seguros” e eu não acreditava. Ficava na minha redoma, ruminando o que ardia aqui por dentro e me virava sozinha, como podia, como agüentava fingir que podia. Daí veio você e eu senti segurança – como já deixei escapar, tão nas primeiras vezes – e consegui acreditar que existiam sim portos seguros, eu que só não tinha encontrado o meu porto ainda. E aí está você, que me aninha nos braços como se eles tivessem sido moldados só me abrigar. Eu me escondo no teu abraço e esqueço do mundo e acredito que sou capaz de ir mais longe, que você é capaz de me levar mais longe, de me fazer melhor e feliz e um pouco mais feliz. É daquelas felicidades que dá vontade de chorar, confesso. Uma lágrima boba que cai, como se quisesse dizer “que bom que você está aqui. Eu te esperei desde sempre”.

Me permiti   gostar, amar, me entregar… 
Por Amor nada  nenhuma tentativo  é vã.

Anúncios

Sobre Paolla Saraiva

"Encontrar a liberdade onde menos se espera... No fundo do tinteiro... Na ponta de uma pena" (Marquês de Sade) Ver todos os artigos de Paolla Saraiva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: