A verdade é que as pessoas vão embora. Algumas voltam, mas a grande maioria não. Não voltam e, por bem ou mal, temos que nos acostumar com isso. Acabamos substituindo. Acabamos esquecendo. Por mais que algum dia tenhamos jurado no “pra sempre”, as pessoas vão embora. Vão embora e seguem suas vidas. Vão embora e esquecem. Vão embora e mudam. E há a saudade, que é a pior parte. A saudade que machuca e que faz com que tudo seja mais difícil. A saudade que faz lembrar que havia alguém, mas que agora não há mais. E tudo acaba como um dia começou.

Sobre Paolla Saraiva

"Encontrar a liberdade onde menos se espera... No fundo do tinteiro... Na ponta de uma pena" (Marquês de Sade) Ver todos os artigos de Paolla Saraiva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: