Sentimentos Contínuos

Paixão é como tpm. É idas e vindas sem ter hora de chegar. Tira o equilíbrio, desarruma, tira tudo do lugar. Te leva ao céu ao mesmo tempo que pode te levar ao inferno também. Amor é equilíbrio. Equilíbrio não é monotonia, nem rotina, nem fazer tudo certo sempre. É desmoronamento, é terremoto, é dar a volta ao mundo até conseguir se manter em pé de verdade. Amar é dormir magoado e acordar sorrindo, é tudo como se fosse a primeira vez, o primeiro momento de novo. Como se um ‘mas eu te amo’ conseguisse massagear e tirar todos os nós do peito. É uma nova conquista pela manhã, um novo conflito ao anoitecer, e isso acontece frequentemente. É silêncio, sem ambos os lados se sentirem incomodados com ele. É escutar os problemas e as histórias como se fossem o artigo científico mais importante do mundo. Paixão é urgência, pedir, exigir. Amor é doar, doar, se dar sem querer nada em troca. Os dois, paixão e amor, se completam, se transformam no que de mais bonito uma pessoa pode despertar em outra, e dentre todas as coisas que se pode exigir, querem apenas um sorriso. Um sorriso para o amor de outra pessoa é melhor que qualquer sensação no mundo, é renascer, é querer viver, é não cansar de amar.

Sobre Paolla Saraiva

"Encontrar a liberdade onde menos se espera... No fundo do tinteiro... Na ponta de uma pena" (Marquês de Sade) Ver todos os artigos de Paolla Saraiva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: